terça-feira, 1 de abril de 2008

Façam suas apostas

Hoje eu vou escrever sobre meus amores. No plural.
.
Eu não me descreveria romântico. Diria que sou bem mais realista, naturalista, pré-modernista, vanguardista europeu, modernista. Romântico não. Mesmo assim, meu universo amoroso realmente se trata de um Universo amoroso. Não sonho com a mulher amada, sonho com aS mulheres amadas.
.
Toda semana sou tomado por um amor novo, diferente. Todos platônicos. Isso porque acredito que a aura do amor - excluído o amor materno, que transcende a questão - só é verdadeiramente bela em duas ocasiões: quando este amor não existe além do campo das idéias, pertence a apenas um dos alguéns do processo, ou quando representado. Circulando longe da órbita da dramaturgia, do cinema e das novelas, não me resta outra opção senão a já anunciada.
.
Assim, vou amando em segredo, na surdina, uma a uma até enjoar - até perceber que de outro modo não há de ser, que não há chance de Amor haver. Coleciono os cacos do coração dilacerado a parcelas. Com o tempo as frustrações foram acumuladas.
" - Façam suas apostas para a loteria sentimental!"
Entretanto, de antemão anuncio: No assunto sou leigo. Só Amo a perspectiva de amar.

6 comentários:

Bimetal disse...

"Sonho com aS mulheres amadas" foi o melhor! Não deixa uma menina enrolada contigo ler isso :p

Juliana disse...

Desejo-te um amor além do dever-ser, ou melhor, do poder-ser amor.
Ofereço-te o meu amor em perspectiva, realidade e eternidade.

Teu melhor texto, ever.

Solitude disse...

afro stallion
eiuaheiuaheuiea
boa mlk

bia disse...

brigada sr. Paulo
os teus textos são lindos (belos) tbm...
adoro

Ana Maria disse...

Já te disse o que achei do texto, então nem vou repetir...
vim retribuir o comentário do meu último post e brigar:
Depois não é engraçado, hein?!

Comentário digno de me fazer rir por uns 2 min, mas talvez nem seja tão importante, já que eu sou uma besta pra rir. Enfim, foi engraçado pra mim... ueahuehuae

bjão

.Little girl blue. disse...

Amor totalmente platônico mesmo, hein?!
E, ei! Nem sabia que tu tinhas blog. E gostei bastante do texto, super bem escrito. : )

:*