quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Fluxo de inconsciência

Acusas meu id ácido, corrosivo.
Teu tom adstringente
opõe-se a meu mundo,
livre da tua falsa moral.

No fundo, toda profundidade é rasa, bem sei.
Por trás de tua bela oratória,
podes até não ser ácido,
como me dizes...

Mas no caráter de teu discurso,
que químico não te diria uma base,
família 1A?

(ao superego)

1 comentários:

Priscilla disse...

Me identifico com tua incosciência.
:)